sexta-feira, 21 de maio de 2010

Sequestradores presos em Cosmos

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) prenderam semana passada cinco integrantes de uma quadrilha de assaltantes e sequestradores momentos antes de eles fazerem mais duas vítimas, no bairro de Cosmos, na Zona Oeste do Rio. Os alvos eram dois irmãos, donos de três supermercados da região da rede Compre Bem. Foram apreendidas quatro armas, além de uma van, um veículo de passeio e uma moto. Pelo menos três bandidos conseguiram fugir.

As investigações começaram quando o tesoureiro de uma agência bancária de Jacarepaguá foi sequestrado pelo bando, em janeiro. "Estávamos monitorando os passos deles, que diversificavam os negócios praticando principalmente saidinhas de banco", contou o delegado Roberto Gomes Nunes.

Edimilson Vieira Lopes, o Walmir, de 46 anos, e Irley Moreira Alves, o Mineiro, de 29, foram encontrados em Cosmos dentro da van KYA-0110, que estava adesivada como veículo de lotada, que faz o trageto Madureira/Irajá - Recreio. No veículo, foram encontrados um revólver 38 e uma pistola.

Já Sidney de Paiva de Oliveira Carlos, o Careca, de 34, e Anderson de Oliveira Magalhães, o Bola, de 35 — evadido do sistema penitenciário — foram perseguidos até Realengo. Eles estavam com duas pistolas no Palio Wekeend LNT-6146. Rafael Andrade de Oliveira, de 23, dava cobertura na moto Honda LPM-6643.

Segundo a polícia, a expectativa dos criminosos era faturar entre R$ 90 mil e R$ 150 mil com o pagamento de resgate pelos irmãos comerciantes. O dinheiro seria referente ao faturamento semanal dos mercados. As vítimas foram à delegacia e ficaram surpresas com a tentativa de sequestro.

Acordo com traficantes
A polícia acredita que o grupo agia desde o ano passado no Rio e em Niterói. As investigações apontam para um acordo entre a quadrilha e traficantes de drogas. O tráfico alugaria armas e favelas para servirem de cativeiro e esconderijo em caso de fuga. Em troca, ficariam com parte do dinheiro dos crimes dos sequestradores. Os cinco presos, que são de Realengo e do Jacaré, vão responder por formação de qaudrilha, porte ilegal de arma e tentativa de extorsão mediante sequestro. Três deles já têm passagens por crimes, como roubo, homicídio, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário