quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Policial morto em São Gonçalo foi repórter de TV

Os mais jovens talvez não se lembrem, mas um dos policiais civis mortos em São Gonçalo nesta quarta-feira, Antônio Stockler (foto), foi repórter de televisão durante um bom tempo. Aparecia muito naquele famoso e tradicional programa Manchete Esportiva, da extinta TV Manchete.

Stockler também foi repórter do jornal O Dia, antes de ingressar na Polícia Civil, onde trabalhou também na assessoria de imprensa durante o governo de Benedita da Silva. Cascudo, Stockler passou por várias delegacias, entre elas a de Repressão a Crimes Contra a Saúde Pública e a 29ª DP (Madureira).

Atualmente, era chefe de investigação da 72ª DP (São Gonçalo), onde há dois meses o encontrei durante a apuração de uma reportagem. Tinha uma boa relação com a imprensa e era uma boa fonte para matérias.

Que descanse em paz...
Obs.: a foto acima foi tirada em 2005, numa reportagem que fiz com o auxílio de Stockler na 52ª DP (Nova Iguaçu).

8 comentários:

  1. história estranha.. apenas três policiais civis entram em uma favela... sei não.

    ResponderExcluir
  2. Seria estranho se praticamente toda a imprensa não tivesse errado. O local onde os policiais foram mortos não era na favela, não era no Complexo do Salgueiro, como foi amplamente divulgado.
    O local é o Largo de Itaúna, a uns 100 metros pelo menos da entrada da favela. Não estou defendendo os agentes, que certamente foram imprudentes, mas apenas corrigindo uma informação.

    ResponderExcluir
  3. É muito fácil falar mal, pois pessoas comuns se prendem ao fato de que todo policial é corrupto.Não se pode julgar uma árvore inteira por conta de uma maçã podre encontrada, não só esse policial que conheci como tantos outros são corretos e honestos, nem tudo é o que se fala, nem tudo é o que se imagina
    Existem policiais que vivem para levantar a bandeira da policia e esse era um deles, mesmo com as dificuldades encontradas pela corporação ela não desistia e fazia muito bem o seu trabalho. Tenho orgulho da POLICIA,tenho orgulho de conhecer policiais como o falecido e tão querido STOCLKER. Que ele possa descansar em PAZ com a certeza de que seu nome será lembrado para sempre.
    Fátima Cristina

    ResponderExcluir
  4. Conheci Stockler na delegacia de Nova Iguaçu, onde foi chefe do SI, se não me falha a memória, durante uma das passagens de Orlando Zaccone por lá, há uns cinco ou seis anos. Ele também foi repórter de geral na Rádio Globo/CBN e repórter da CNT. Lá, trabalhou nos noticiários da casa e no programa policial 190 Urgente, que era apresentado pelo Ratinho.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo, vc acha que é tão difícial assim identificar quem faz o q na internet? Pensa então, antes de insinuar besteira, certo? Eu ainda me ofereci para acompanhar o chefe na hora que ele estava saindo, então não venha falar m*r*a por aqui não, pois os animos de todos andam meio exaltados!
    Inv. Privatti - 72ª DP

    ResponderExcluir
  6. Corri muito na rua com o Stockler quando ele trabalhava no programa do Ratinho, em meados dos anos 90. Ele na CNT, eu no Povo ou A Notícia, já não me lembro bem...Normalmente, a gente se encontrava em operações policiais nos morros. Era meio maluquete, mas era um cara perceiro. E continuava ajudando os colegas depois de ir pra polícia.

    ResponderExcluir
  7. CV BOLADAOOO num e novidade pa ningueem terro dos PM geraaal sabe quem éééééé

    ResponderExcluir