quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Suicida que tinha armas em casa intriga a polícia

Policiais da 81ª DP (Itaipu) investigam um caso misterioso. Há uma semana, um estudante de direito cometeu suicídio nas areias da praia de Camboinhas, região nobre de Niterói. O rapaz deu um tiro na cabeça com uma pistola Colt calibre 45.

O que parecia mais um caso de suicídio, tem se revelado um caso intrigante para a polícia. Apesar de o crime ter sido cometido em Niterói, o rapaz, de classe média, era morador da Rua Haddock Lobo, na Tijuca, Zona Norte do Rio. Parentes disseram que ele andava depressivo ultimamente.

Fato é que após uma busca no apartamento do rapaz, cinco armas foram encontradas: dois revólveres e três pistolas, além da Colt com a qual ele se matou. Uma das armas, uma Glock possuía até uma peça dourada, o chamado 'carrinho' da arma.

Armas de assalto
O que intriga os investigadores é o fato de armas serem do tipo que bandidos costumam usar para praticar assaltos. Armas pequenas e fáceis de serem escondidas. As armas do estudante não possuem características de armamento de colecionador ou de alguém que goste de praticar tiro.

Até o momento, não é possível fazer nenhuma ligação do rapaz com crime que não seja o porte ilegal das armas. Mas a polícia segue investigando...

Um comentário:

  1. É companheiro, tudo indica que nesse angu tem caroço. Mas "seria prematuro tirar conclusões apressadas", como diz a nossa "puliça". Acho que o histórico do rapaz, com quem ele andava e o que a família pode dizer sobre ele, além das reais circunstâncias do crime (e se o cara foi assassinado e simularam um suicídio?) é que vão desvendar esse mistério. Abraço

    ResponderExcluir