quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Bartô e o ladrão cagão

Clima de fim de ano, vamos rir um pouco. E quem mais, além de Bartolomeu Brito, para nos brindar com ótimas histórias e textos simplesmente sensacionais? O material abaixo não foi publicado, mas como guardei o texto original, segue o trecho da reportagem sobre um homem que roubou uma casa em Niterói e acabou preso pela PM.

"Quando o ladrão saltou da rádio patrulha, os soldados que o prenderam viram que ele estava com a calça borrada nos fundos e que o banco onde ele estava sentado estava um pouco sujo. Ele cheirava mal e, ao chegar na 81ª DP (Itaipu), foi obrigado a tomar banho antes de entrar para ser autuado por furto, pois estava fedendo muito.

O ladrão disse que, antes de roubar a casa, sentira dor de barriga e havia ido no mato, mas não se limpara, ficando com a bunda suja. Os policiais, no entanto, acreditam que ele tenha se borrado quando recebeu voz de prisão e foi colocado na viatura. Na delegacia, ele foi apelidado de ladrão cagão".

Nenhum comentário:

Postar um comentário