quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Armas levadas de Niterói podem estar em SP

Há pouco mais de uma semana, representantes da empresa de segurança Vison, em Niterói, foram até a 76ª DP (Centro) para registrar o furto de 113 armas, entre elas quatro escopetas calibre 12 e 109 revólveres calibre 38 com capacidade para oito tiros, o famoso 'oitão'.

Apesar de a empresa alegar furto, nenhum indício de invasão foi constatado pela perícia. A Vison está desativada desde 1997. Nenhuma das portas estava arrombada e não havia sinais de que o local tivesse sido revirado recentemente. Além disso, no fim de semana em que a empresa alega ter sido vítima de ladrões, não havia seguranças tomando conta da sede, no Centro da cidade.

A polícia também achou estranho o fato de as armas não estarem numa sala-cofre, o que seria mais prudente, visto que tratam-se de armas de fogo e de pelo menos 1.200 munições. Os agentes conseguiram arrombar um cofre onde encontraram apenas um revólver do mesmo modelo dos outros 108 levados (foto).

Embora os policiais da 76ª DP não confirmem, há informações dando conta de que essas armas teriam sido vendidas por R$ 1.500 cada e levadas para São Paulo, onde estariam sendo usadas por um bando rival ao PCC. Sem revelar detalhes da investigação, o delegado Businaro deixou uma frase no ar: "não acredito em coincidências".
A informação ganha algum suporte porque armas como revólveres não são mais adquiridos pelo tráfico de drogas do Rio. Vamos aguardar o desenrolar das investigações.

2 comentários:

  1. Elementar meu caro Watson hehehehehe

    ResponderExcluir
  2. QUEM É O DONO DA EMPRESA???

    TEM aLGUM hISTÓRICO???


    COMO UMA EMPRESA FICA DESATIVADA E OS ORGÃOS DE SEGURANÇA NÃO TOMAM PROVIDENCIAS

    DE QUEM É A RESPONSABILIDADE

    AGORA MAS BALAS PERDIDAS SERAM PRODUZIDAS???

    JUSTIÇA SEGURANÇA SOMENTE COM VONTADE E PROFISSIONALISMO.

    ResponderExcluir