quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Twitter de supostos PMs faz sérias e graves acusações contra a corporação

Quem já teve a oportunidade de ler alguns twitters que seriam de policiais militares fica espantado com a série de acusações graves que eles fazem contra a corporação. Uma das últimas diz que um comandante de um batalhão da zona norte está para cair por causa de uma propina de R$ 400 mil que teria recebido de um traficante.

Uma outra fala que bandidos estariam ocupando uma UPP na zona oeste para se prepararem para atacar uma favela rival. Há acusações de que PMs do serviço reservado de um batalhão da zona sul dariam cobertura para um bingo clandestino. O twitter cita também que PMs cobrariam propinas de Kombis na zona oeste para não rebocá-las.

Há muitas denúncias sobre corrupção interna. De oficiais que cobram dinheiro de subordinados para mudarem escalas, tempo de férias e locais de trabalho. Em uma delas, um oficial de um batalhão do subúrbio é acusado de cobrar R$ 50 por semana de PMs que trabalham em radio patrulhas. Quem não der, vai trabalhar em cabines.

Está no twitter uma informação de que um comandante de batalhão teria passado um dia hospedado no hotel de luxo Sheraton, no Vidigal, zona sul. Em um batalhão da zona sul, há a denúncia de que os PMs que trabalham nas cabines tem que pagar R$ 40 por semana para os oficiais se não vão ter que fazer ronda a pé pela praia.

Há um tópico que diz ainda que há uma chefe de seção de um batalhão que seria esposa de um miliciano preso.

Acusações graves que carecem, é claro, de confirmação.

Um comentário:

  1. Eu tenho uma pergunta: No caso do Afro-reggae, você acha se fosse uma pessoa comum, esse caso teria tanta repercussão, os polícias seriam punidos, e os autores do crime seriam presos tão rapidamentes????

    ResponderExcluir