terça-feira, 20 de outubro de 2009

Record também cometeu suas gafes na cobertura do sábado de terror no Rio

E na cobertura do sábado de terror no Rio, não foi só a Globo que vacilou. Apesar de ter dado um banho na cobertura ao vivo dos tiroteios e do caos provocados pela queda do helicóptero e dos ônibus incendiados, a TV Record também cometeu algumas gafes (enquanto isso, a Globo apresentava um RJ chatíssimo, com grupo de pagode no estúdio e tudo).

A bela Carla Cecato narrava o que acontecia na Zona Norte da cidade. Num tom de pânico, ela repetia o tempo todo que não era para a população entrar em pânico e que essa não era a sua intenção, transmitir pavor. Imagina, um helicóptero abatido, três policiais mortos, três inocentes mortos, além de vários criminosos, horas de tiroteio, 10 ônibus incendiados, ruas fechadas... realmente não é pra entrar em pânico, não.

Fazendo questão de dizer que foi repórter na cidade maravilhosa, a apresentadora ainda demonstrou falta de conhecimento da região, ao dizer que a Avenida Dom Hélder Câmara (antiga Suburbana) era uma avenida de comércio popular, assim como a Vinte e Cinco de Março, em São Paulo. Hã???

Carla ainda interrompia a todo tempo o colega Ernani Alves, que estava na cobertura da barbárie. A moça ficou tão atrapalhada que a emissora colocou Isabela Veiga, repórter aqui do Rio, para 'bater bola' com o repórter que estava na rua.

Acontece.

2 comentários:

  1. Eu vejo muitos vacilos de reportagem, da pra perceber que as pessoas não estão realmente inseridas no contexto, por isso não sabem nem o que escrevem.

    Fallet e fogueteiro são Cv, não? Hoje saiu no globo que traficantes das duas favelas estariam em confronto, poís são de fecções rivais, isso não é verdade, ou é?

    Abrçs

    ResponderExcluir
  2. A Isabela Veiga é uma excelente profissional , concluiu seu curso na UFRJ com esforço e vem conquistando espaço na rede Record com competência , acompanho seu trabalho desde o início quando corria pelo interior do Estado fazendo reportagens políticas . Antonio carlos marques

    ResponderExcluir