quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Reclamação de moradores do Dona Marta sobre câmeras é, no mínimo, suspeita...


Esta semana, moradores do Morro Dona Marta, em Botafogo, reclamaram da instalação de câmeras de segurança na comunidade. Se dizendo representantes da favela, eles alegaram que não foram consultados sobre o posicionamento dos equipamentos e que não sabem quem tem acesso às imagens e qual o destino dado a elas. Cartazes com a inscrição 'Big Brother Santa Marta: a espiada que não vale um milhão' foram espalhados pelo morro.

A manifestação desses moradores é, no mínimo, suspeita. Se a comunidade conta com vigilância da PM 24 horas por dia, que mal há em haver câmeras para ajudar no policiamento? Além disso, morador não tem que ser consultado sobre posicionamento de câmera. Essa é uma decisão estratégica, tomada por profissionais da área de segurança.

Quanto ao destino das imagens, por que o temor? Afinal, já dizia a minha avó: quem não deve, não teme. A reclamação sob alegação de invasão de privacidade, sinceramente não convence, rapaziada. Pode ser que não, mas parece até ser uma iniciativa orquestrada por traficantes, que não empunham mais fuzis, mas ainda vendem drogas no Dona Marta. Pegou mal...

2 comentários:

  1. favelado não presta mesmo ,ainda tem gente com esse papinho que 99% são pessoas de bem , isso ai é papo de politico que precisa do voto desses ignorantes.

    80% tem ligação direta ou indireta com a bandidagem local.

    ResponderExcluir
  2. Se eu mora-se lá eu também teria medo. Ano que vem e ano de eleição, se o atual Governador não se reeleger (pelo visto o que vai acontecer), o que irá assumir não vai continuar com esse ocupação UPP, Isso e fato. Nenhum governante da sequencia a que o anterior fez, com o fim da UPP e como a favela mapeada, a probabilidade da Milicia entrar e muito maior. Basta ver a guerra que está acontecendo na Vila do Pinheiro aonde uma facção está na guerra com ajuda da policia.

    ResponderExcluir