quinta-feira, 22 de outubro de 2009

PM não levou fé em informação passada pela Civil

O coronel Mário Sério Duarte, comandante-geral da PM é uma figura muito mais acessível do que a maioria dos oficiais que chegaram ao posto máximo da corporação. Nomeou um relações-públicas que atende à imprensa, convoca coletivas e tem bom relacionamento com os jornalistas. Reconheço.

Na primeira coletiva após o sábado sangrento no Rio, no entanto, Mário Sérgio falou uma coisa muito importante, mas que passou batido por praticamente todos os coleguinhas presentes. Ele disse que a Polícia Civil havia informado sobre a invasão ao Morro dos Macacos, mas justificou a omissão pelo simples fato de a informação não ter sido confirmada pelo Serviço Reservado da PM, a P2.

A declaração é gravíssima, visto que a PM não precisa confirmar informações passadas pela Civil, que é a polícia judiciária e responsável por investigar. Sabe-se que a P2 também investiga, mas o fato de a PM não confirmar a informação de outra corporação, não significa que a mesma não tenha procedência.
Penso que o comandante-geral deveria ter sido questionado por este procedimento equivocado.

Um comentário:

  1. É, camarada... Mas exoneraram o cara, né? Como diz aquele ditado: "Morre o bicho, acaba a peçonha". Será?

    ResponderExcluir