quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Nota de esclarecimento: cinegrafistas baleados

Semana passada, dois cinegrafistas, um da Record e um da Bandeirantes, ficaram feridos durante uma ação da PM no Morro do Juramente, em Vicente de Carvalho. Foi divulgado que os profissionais de imprensa foram atingidos por estilhaços durante troca de tiros entre policiais e traficantes. E o pior: ainda tem gente que pergunta se isso é mesmo verdade...

E não é. Eles não foram atingidos durante troca de tiros. Ficaram feridos no momento em que um PM colocou o fuzil pendurado no ombro para ajudar os colegas a colocar um corpo dentro do Caveirão. Como o fuzil não estava travado, disparou ao encostar em algum lugar do corpo do policial ou de sua vestimenta, que conta com coldre, carregadores, entre outras coisas.

É verdade que os traficantes atiravam contra os PMs, dos quais os jornalistas estavam perto, mas o tiro que feriu os cinegrafistas saiu da arma de um PM, que não a travou. A bala atingiu o chão e seus estilhaços de espalharam. Poderia ter sido qualquer um, outros PMs, moradores, crianças, idosos, qualquer um que estivesse por ali. E seria ainda pior caso o fuzil não estivesse apontado para o chão...

4 comentários:

  1. semprem arrumando algum motivo pra meter o pau na policia... e esses policias bunda sujas ainda dão proteção pra esses jornalistas safados.
    tem que deixar o jornalista sozinho, nada de virar babar de jornalista.

    ResponderExcluir
  2. Se você costuma ler o meu blog, já deve ter visto muitos textos de elogio ao trabalho da polícia. Como trata-se de um site particular, elogio o que considero elogiável, mas também critico quando entendo que a polícia comete erros.

    Policiais são servidores e, portanto, são pagos com o dinheiro de todos nós. Nesse caso, o policial errou. O tiro que atingiu o chão, poderia ter outra direção e causado até mesmo a morte de um inocente. O próprio policial poderia ter saído ferido gravemente.

    ResponderExcluir
  3. A Policia e sempre corporativista. Quando erra ela nunca admite. Imagina se esse disparo tivesse pego em um inocente ou no cinegrafistas, com toda certeza elas ia jogar a culpa nos traficantes e ficariam impunes como sempre acontece.

    ResponderExcluir
  4. Vira e mexe dá essa merda. Lembro do dia em que a PM subiu o Dona Marta (no tempo do tráfico)e o fuzil de um policial disparou e a bala arrebentou sua canela. E tinha uns dois ou três jornalistas do lado... nêgo pensa que é brincadeira ... eu passava léguas de distância qdo via um PM despreocupado carregando essa inofensiva arma. eheh

    ResponderExcluir