terça-feira, 15 de setembro de 2009

Delegada leva uma 'dura' durante entrevista

Bartô merecia um blog só pra ele. Nesta terça, na cobertura do acidente com catadores de lixo que morreram ao tentar desmontar uma granada, o 'velhinho' deu mais um show.

Havia a informação de que mais artefatos de tipo (granada de bocal) poderiam estar nas mãos de outras pessoas. Diante disso, a delegada Márcia Julião, da 34ª DP (Bangu), concedia uma entrevista em que pedia para as pessoas que estivessem de posse dessas granadas, que as entregasse na delegacia.

Sempre alerta, Bartolomeu Brito retrucou: "mas doutora, espera aí. Essas pessoas vão trazer isso de van, de ônibus, a pé? E se essa granada cai e explode no caminho ou até aqui na delegacia?".

Não restou outra coisa a não ser a policial mudar o discurso e dizer aos jornalistas que quem estiver com a granada deve entrar em contato com a polícia para que o artefato seja recolhido adequadamente por especialistas.

5 comentários:

  1. Dá-lhe Bartô! Fez a doutora delpol passar recibo de desfavorecida intelectual...

    ResponderExcluir
  2. Marcelo, é a primeira vez que entro no seu blog. Muito interessante, a começar pelos causos que você conta do Bartô, uma lenda!

    Rapaz, o Bartô é meu vizinho aqui em Vila Isabel, mas nos vemos só fortuitamente. Peço-lhe então que dê um abraço apertado nele por mim.

    Parabéns

    Cláudio Renato

    ResponderExcluir
  3. Bartô rules! Sensacional! E não custa lembrar que foi o primeiro repórter a entrar no caso Ronaldo e os travecos!!!!

    ResponderExcluir
  4. E olha que ele só tem 1,50m de altura. Se fosse maior...
    Sento ao lado dele. Sorte a minha

    ResponderExcluir
  5. Ô Gustavo,
    O Bartô entrou no Ronaldo ou nos Travecos?
    abs
    Dimmi Amora

    ResponderExcluir