terça-feira, 15 de setembro de 2009

Dar matéria para a TV Globo tudo bem, mas mentir para os coleguinhas é sacanagem

Hoje, terça-feira, um colega telefonou, às 12h30, para a assessoria de comunicação da secretaria de Educação do Rio solicitando o resultado do Simuçadão de Português e Matemática, ocorrido dias atrás.

A coleguinha informou que o resultado seria divulgado por volta das 13h, para ele retornar a ligação neste horário. Ainda na redação, o colega assiste ao RJ TV e vê a divulgação do resultado do tal simulado (uma tremenda bundice, diga-se de passagem) cinco minutos depois. Não bastasse, tinha um repórter ao vivo, numa escola da rede, entrevistando a secretária da pasta, Claudia Costin.

Certamente, a secretaria passou a informação ainda no dia anterior para que a produção do RJ fizesse uma reportagem. Até aí, tudo bem, mas mentir para o colega dizendo que a divulgação ainda não aconteceu, pega muito mal, companheiros.

Vai ser divulgado pra quem? Pro resto da imprensa? Total desrespeito. Um órgão público deve divulgar informações para todos ao mesmo tempo ou para ninguém, como faz o IBGE, instituto no qual já trabalhei como assessor.

Eu sou a favor do seguinte: quando os assessores tiverem uma postura semelhante, os demais veículos deveriam 'cagar e andar' para a divulgação deles. É um absurdo e uma tremenda cara de pau achar que está enganado alguém.

Vai lá, bota na Globo!

4 comentários:

  1. De fato, isso é uma prática comum. Lamentável!

    ResponderExcluir
  2. Camarada,

    Tem muito assessor 'bunda' por ai. Tem uns que nunca estiveram fora do governo e adoram 'cagar regra'. Esse, pelo visto, nem isso vai poder fazer.

    ResponderExcluir
  3. Tb acho. Uma vez, ainda na GM-Rio, briguei com uma colega que ficou puta, pois ela queria que passássemos com exclusividade um balanço de utilidade pública e que seria passado na semana seguinte. Insinuou que eu era babaca e que não estava sabendo divulgar o cliente. Enfim ...

    ResponderExcluir
  4. porra, quantas vezes os jornalistas ficaram horas na secretaria de segurança esperando uma entrevista que só começaria depois que rolasse o vivo do RJ TV

    ResponderExcluir