segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Reformulação da Copa Sul-Americana

A Copa Sul-Americana está no centro da polêmica. Os clubes, principalmente os brasileiros, dizem que ela não vale nada e escalam reservas. Argumentam que a competição atrapalha o Campeonato Brasileiro. O público também ainda não se entusiasmou com o torneio.

Caberia a Confederação Sul-Americana (Conmebol) dar algum tipo de atrativo a mais à competição que não somente grana. Falou-se muito na possibilidade de o campeão conseguir uma vaga na Libertadores do ano seguinte, pedido feito principalmente pelos brasileiros. Outra sugestão é uma partida contra o campeão da Copa da Uefa, torneio similar. Nada disso até agora foi colocado em prática. O que se sabe é que o campeão da Sul-Americana joga a Recopa com o vencedor da Libertadores e disputa a Copa Suruga Bank no Japão, contra o campeão da liga japonesa.

Pois bem, como sugestão, a Sul-Americana poderia perfeitamente ser disputada no primeiro semestre juntamente com a Libertadores transferindo, por exemplo, a Copa do Brasil para o segundo semestre. E o seu campeão entrar nas quartas-de-final da Libertadores. Isso permitiria, por exemplo, que os clubes que disputam a Libertadores participassem normalmente da Copa do Brasil, o que não acontece desde 2001.

Uma outra idéia seria dar uma vaga da Sul-Americana no Mundial de Clubes da Fifa. Mas aí ele entraria na fase bem preliminar e jogaria a primeira partida contra o campeão da Copa da Uefa. O vencedor deste confronto enfrentaria, por exemplo, o campeão do país sede e dali seguiria para frente.

Basta ter boa vontade e criatividade que tudo pode melhorar. Alô alô Conmebol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário