sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Armas, drogas e um moleque de apenas 11 anos


Por mais dura e cercada de energias negativas que seja a rotina de trabalho de um repórter 'de polícia', com algumas coisas não dá para se acostumar. Bandido, polícia, tiro, arma, drogas, morte, dor, desespero, entre outras coisas, compõem a nossa labuta. Não é fácil.

Essa semana eu estava na 6ª DP (Cidade Nova) para fazer uma matéria para o Meia Hora sobre uma operação da PM no Morro da Coroa. Até parte da apuração, o destaque era uma submetralhadora Uzi cromada, que brilhava como nova, e os cerca de 20 quilos de fermento em pó, que seriam misturados à cocaína.

Até que peço aos PMs do 1º BPM (Estácio) que 'pegassem' os dois presos que vi na parte de trás da viatura, para serem fotografados. Quando a porta da Blazer se abre, tento disfarçar o susto, mas não consigo. Dois dois menores, que aparecem de costas nessa foto, o mais baixo (de camisa verde) tem apenas 11 anos. Isso mesmo, 11 anos, embora aparentasse bem menos do que isso. O outro tem 16 e ambos portavam uma submetralhadora e uma granada.

Difícil se acostumar com isso...

Nenhum comentário:

Postar um comentário