sexta-feira, 24 de julho de 2009

Um caos chamado Flamengo

Rebaixados nos últimos anos, Corinthians e Vasco viviam sob total caos político quando caíram. O Flamengo está na mesma situação agora.

No clube mais popular do Brasil todo dia há uma notícia bizarra, guerrinhas entre dirigentes, jogadores falando ou fazendo merda, especulações sobre contratações esdrúxulas, entre outras baixarias.

Um dia após a saída do técnico Cuca, Kleber Leite pediu demissão e levou com ele Plínio Serpa Pinto e Michel Assef. Os três formarão uma chapa nas eleições presidenciais do final do ano. O presidente em exercício, Delair Drumboski também é candidato.

Adriano faz o que quer. Falta treinos e não dá explicações. Juan peita o técnico e agora fica sem jogar. Petkovic faz chantagem com o clube por causa de dívida e é contratado. Márcio Braga, com problemas de saúde, sempre aparece para soltar pérolas absurdas. Kleber fala uma coisa e Delair diz outra.

Os desmandos e confusões refletem dentro de campo. O clube faz péssima campanha no Brasileiro. Conseguiu a proeza de empatar com pequenos como Avaí e Barueri dentro do Maracanã e levar de 5 a 0 do Coritiba. Sem falar no jogo com o Sport quando o time levou quatro gols em menos de 4 minutos, uma situação pouco vista no mundo do futebol.

Não duvidamos em nada que, a exemplo dos rivais, o Flamengo entre na zona de rebaixamento e não consiga se livrar do descenso desta vez

Um comentário: