quinta-feira, 30 de julho de 2009

O maior de todos está de volta

Marketing puro da Ferrari ao anunciar a volta do heptacampeão Michael Schumacher (foto) ao circo da Fórmula 1. Com certeza, a presença do maior piloto de todos os tempos (pelo menos nos números) vai amenizar a péssima fase dos carrinhos vermelhos. Schumacher não tem mais nada para provar a ninguém. Então, certamente, não será cobrado por resultados. Vai correr por puro prazer, sem tantos compromissos mas, com certeza, vai aumentar o interesse dos tiffosis, que não deverão se importar tanto com o fato de o campeonato já está perdido.

Schumacher tem 91 vitórias na categoria, recorde que dificilmente (praticamente impossível) será alcançado. Ele bem que poderia ter adiado um pouco mais a aposentadoria para tentar a marca de 100 vitórias. Nas duas últimas temporadas, pelo que a Ferrari correu, certamente ele conquistaria a marca.

O alemão vai precisar ainda de umas semanas para recuperar a forma física mas seu talento, com certeza, vai fazer tremer os adversários. Em sua última temporada na Fórmula 1, em 2006, Schumacher perdeu o título na corrida final, no Brasil, para o espanhol Fernando Alonso. O mesmo Alonso que, no ano que vem, poderá pilotar um dos carros vermelhos.

Quanto ao brasileiro Felipe Massa, se fala tanto sobre seu futuro e seu estado de saúde que ninguém acaba entendendo rigorosamente nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário