segunda-feira, 13 de julho de 2009

Liesa quer que somente quatro escolas fechem o desfile

No mundo do samba, comenta-se que a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) quer acabar de vez com essa história de as arquibancadas do Sambódromo (foto) já estarem quase vazias quando a última escola a se apresentar no dia estiver desfilando.

E para que isso aconteça, rumores dão conta de que o órgão só permitirá que quatro agremiações, com forte apelo popular, encerrem os desfiles: Beija-Flor, Mangueira, Salgueiro e Portela. Acha que, desta forma, conseguiria manter o interesse do público até o final.

O ano que vem, pelo menos, será assim. A Beija-Flor vai encerrar o desfile de domingo e a Mangueira será a última da segunda-feira. Em 2008, a honra de fechar o desfile coube a Unidos da Tijuca e Viradouro, que se apresentaram com a Marquês de Sapucaí com pouco público.

Essa medida tem alguma lógica. A popularidade da Beija-Flor atualmente é indiscutível. Nos últimos sete desfiles, a escola de Nilópolis levou cinco campeonatos. A Mangueira é a que tem a maior torcida. O Salgueiro também tem forte apelo e a Portela pela sua tradição e por ter crescido nos últimos anos.

O problema de criar esta regra é que as posições nos desfiles, com a exceção da campeã do Grupo de Acesso que sempre abre o espetáculo, são definidas mediante a sorteio. Existe também uma certa superstição das escolas sobre o horário, a ordem e o dia que vão se apresentar. Muitas acham melhor desfilar na segunda-feira, onde tem saído a maioria das campeãs do carnaval.

Nenhum comentário:

Postar um comentário