segunda-feira, 1 de junho de 2009

Imprensa comete erros na cobertura da guerra do Complexo da Maré

Sites de notícias chegaram a noticiar no fim de semana que traficantes da Vila Cruzeiro, na Penha, que foram mortos por PMs em Olaria na manhã de domingo, estariam formando um bonde para ajudar o traficante Nei Conceição da Cruz, o Facão, a invadir as comunidades Vila dos Pinheiros e da Vila do João, no complexo da Maré.

Essa informação está equivocada, já que a Vila Cruzeiro é controlada pelo Comando Vermelho (CV), enquanto que os invasores comandados por Facão são ligados aos rivais do Terceiro Comando Puro (TCP). Com certeza, uma facção não ajudaria a outra, até porque o CV fora expulso pelo TCP da Baixa do Sapateiro no ano passado.

A guerra no Complexo de Favelas da Maré, há muito tempo na calmaria, já era anunciada desde que Facão não voltou ao presídio após receber benefício de trabalho extra-muros, em março. Facão controla as favelas Baixa do Sapateiro e Timbau, ao lado do seu irmão conhecido como Gad e almejava dominar seus antigos redutos Vila dos Pinheiros e Vila do João.

Facão era braço-direito do traficante Paulo César Silva dos Santos, o Linho. Com a briga entre o antigo Terceiro Comando e a Amigos dos Amigos (ADA) em 2002, os dois brigaram e Facão se uniu ao TCP, passando a dominar a Baixa do Sapateiro, o Timbau, além da Roquete Pinto e Praia de Ramos que, antes, tinha Linho como dono.

Chapa ainda vai esquentar na Maré
Com a prisão de Facão em 2003, seu irmão Gad passou a tomar conta das bocas-de-fumo. Entretanto, a quadrilha perdeu duas comunidades para a milícia em 2006: a Roquete Pinto e a Praia de Ramos. De volta às ruas, Facão também quer de volta essas favelas, o que pode gerar novos confrontos.

A polícia informou que o bando de Facão teria conseguido tomar o controle da Vila dos Pinheiros, cujo chefe era o traficante Marco Antônio Pinto de Menezes, o Quengão, da ADA, que segue as ordens de Edmilson Ferreira dos Santos, o Sassá, atualmente preso. O bando se refugiu na Vila do João, mas certamente vai querer dar o troco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário