segunda-feira, 1 de junho de 2009

Dezenove PMs encrencados por causa da Feira de Acari

Uma denúncia feita pelo Ministério Público Militar pode resultar na expulsão de 19 policiais militares de quatro batalhões suspeitos de receber suposta propina para permitir o comércio de produtos ilegais na chamada Feira de Acari ou Robauto. Todos serão submetidos a Conselho de Disciplina, que decide pela 'guilhotina'.

O esquema investigado teria transcorrido em outubro e novembro do ano passado. Com a suposta propina, os policiais teriam deixado a feira rolar solta e não apreendiam máquinas caça-níqueis. A investigação informa as viaturas em que os PMs estavam e os dias e as horas que deixaram de realizar patrulhamento na região para irem para a feira ou de reprimir as irregularidades na mesma.

Os suspeitos tiveram os portes de armas revogados e as carteiras de identidade da PMERJ acauteladas.

Outras informações
Mais detalhes em relatório da investigação que consta no boletim interno da PM nº 66 do dia 15 de abril. O caso também está na Justiça e já virou o processo no 2009.001.103812-0, que corre na Auditoria Militar. Interrogatório marcado para o dia 26 de agosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário