quinta-feira, 18 de junho de 2009

Ambev se rende às ordens do tráfico de drogas

A Ambev, Companhia de Bebidas das Américas, que é líder no mercado brasileiro e 5ª maior cervejaria do mundo, se curvou às ordens do tráfico de drogas no Rio de Janeiro. É que, por medo de serem roubados por criminosos do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, bebidas da empresa, como as cervejas Antarctica, Brahma e Skol (foto), não estão mais sendo comercializadas em bares e estabelecimentos das ruas de acesso à comunidade desde o início da semana.

Bandidos da comunidade teriam exigido de representantes comerciais da empresa pelo menos 50 caixas de cerveja para uma festa junina a ser realizada na favela. Como se negou a fornecer gratuitamente a cerveja para o tráfico, uma ordem foi dada aos funcionários da companhia: 'caso seja entregue bebida de vocês aqui, nós vamos roubar'.

A comercialização e entrega de bebidas da empresa na região limitam-se à Avenida 28 de Setembro. A ruas que seguem após a 28 de Setembro, principalmente as transversais que dão acesso ao Morro dos Macacos, entre elas a Torres Homem, é que estão sofrendo com as ameaças do tráfico. Dizem que os comerciantes locais estão enfurecidos com a situação, pois estão amargando prejuízos.

Para driblar a marcação dura do tráfico, alguns comerciantes estão recolhendo as bebidas de 'carrinhos' na 28 de Setembro e andando alguns metros até os próprios bares. Vamos ver até quando essa situação vai durar.

2 comentários: