terça-feira, 19 de maio de 2009

Sobre a prisão de Batman e algumas bobagens que foram faladas a respeito

Por Marcelo Bastos

Quando Batman, o ex-PM Ricardo Teixeira Cruz (foto), apareceu na internet em um vídeo do You Tube, em que se defendia e também fazia uma série de acusações, alguns jornais o chamaram de 'O Bin Laden da Zona Oeste', pelo amadorismo da gravação, ao melhor estilo Al-Qaeda.

Longe das cavernas do Afeganistão e adjacências, o miliciano foi preso sem qualquer dificuldade ou resistência para a polícia civil, em plena localidade do Gouveia, na Zona Oeste do Rio (local de onde nunca saiu). Batman estava numa casa com a mulher. Apesar de não usar mísseis stinger, como a turma do terrorista barbudo, Batman estava com dois fuzis, duas pistolas e quatro granadas, além de pouco mais de 20 carregadores. Preparado para a guerra, disseram, embora o pequeno arsenal tivesse como alvo rivais do Comando Chico Bala.

O armamento pesado, no entanto, não assustou os agentes da Missão Suporte de Allan Turnowski, já que milicianos não costumam trocar tiros com colegas em serviço. Por outro lado, ou talvez até pelo mesmo, os policiais em missão oficial costumam causar poucos danos aos milicianos. Geralmente apreendem botijões de gás, algumas vans e estouram centrais de gato net. Fuzis e pistolas são algo raro, assim como as prisões que o novo 'chefe' parece disposto a fazer.

Prisão não foi emblemática coisa nenhuma
O secretário Beltrame disse que a prisão de Batman foi emblemática, mas eu discordo. A CAPTURA dele era uma simples obrigação do estado, que não deveria tê-lo deixado fugir. A fuga foi emblemática, mas a prisão não, secretário, com todo respeito. A cadeia para o braço armado da Liga da Justiça se deu por uma simples vontade de prendê-lo, pois todos sabiam por quais bandas ele circulava. Não precisava sequer do helicóptero empregado na ação, mas tudo bem. A própria transferência dele para Catanduvas (PR) é emblemática, porque revela a incompetência do estado em manter Ricardo por aqui.

O interessante foi que assim que os agentes cercaram a casa, PMs do Regimento de Cavalaria Coronel Eny Cony dos Santos (RCCECS) apareceram para saber o que estava acontecendo, numa atitude um tanto suspeita. Sob alegação de patrulhamento de rotina, foram apenas convidados a se mandar do local da prisão. Limpo e gorducho, a imagem do criminoso em nada tem a ver com os guerrilheiros sujos e maltrapilhos do Oriente Médio. Ao ser apresentado como troféu para a imprensa, limitou-se a sorrir. Fazer o quê?

4 comentários:

  1. VALEU BATMAN!!!!!

    EXPULSO VÁRIOS TRAFICANTES E LADRÕES DA ZONA OESTE... MILICIA NELES JÁ!

    ResponderExcluir
  2. http://cestlavie.blogdosblogs.com/Primeiro-blog-b1/Treze-e-numero-de-sorte-b1-p2.htm

    ResponderExcluir
  3. Todos devem ler:
    http://cestlavie.blogdosblogs.com/Primeiro-blog-b1/Treze-e-numero-de-sorte-b1-p2.htm

    ResponderExcluir