terça-feira, 5 de maio de 2009

Guerra sem fim na Zona Oeste: PM ligado a Chico Bala é fuzilado com 42 tiros de fuzil

Por Marcelo Bastos

E a guerra entre milícias na Zona Oeste do Rio não pára de fazer vítimas. Na manhã de hoje, o soldado PM André Lixa do Nascimento havia acabado de deixar o serviço, no 27º BPM (Santa Cruz) quando foi morto a tiros de fuzil. Pelo menos 42 perfurações foram somadas no carro dele (foto), um Passat Alemão vermelho. Segundo investigações da 36ª DP (Santa Cruz), o militar era um dos braços armados da facção conhecida como Comando Chico Bala.

O soldado nascimento é suspeito de ter invadido uma unidade na Vila Militar de Santa Cruz, e executado um sargento do Exército, que teria ligação com o ex-PM Ricardo Teixeira Cruz, o Batman, em fevereiro. Há informações ainda não confirmadas pela polícia de que ele também seria suspeito de participação na morte do cabo PM Carlos Jorge Silva Ramos, do 32º BPM (Macaé). Ele foi morto com 14 tiros na madrugada deste domingo, em São João de Meriti.

PM era testemunha de chacina
O militar era testemunha de um crime ocorrido em 2005 na localidade de Cosmos, em Campo Grande, quando três pessoas foram mortas e outras duas feridas num ataque a um bar, e prestaria novo depoimento à Justiça em breve. Os seis acusados pelo crime, entre eles três ex-PMs, são integrantes do grupo de Chico Bala. Consta ainda que Carlos Jorge teria pedido ajuda ao programa de proteção à testemunha, há um ano e meio.

Ainda ontem, um homem foi executado a tiros num ponto de moto-táxis, em Guaratiba, também na Zona Oeste. A polícia investiga envolvimento com milícias, já que ele seria uma espécie de despachante de uma linha de kombis que fazem transporte alternativo, atividade mais lucrativa para os paramilitares.

2 comentários:

  1. estou aqui para parabenizá-lo voce pelo seu excelente contéudo no blog!gosto muito deste blog e do seu excelente trabalho-a forma clara que voce explica para todos nós é fantástico-dentro do jornal onde voce trabalha deve ser um dos mais respeitados jornalistas!esse blog despertou em mim uma vontade enorme de ser jornalista creio que serei!para finalizar quero dar os parabéns para a equipe do odia que arriscou as suas vidas investigando a milicia..PARABÉNS MARCELO PELO SEU TRABALHO..

    ResponderExcluir
  2. Realmente o jornal fez um bom trabalho na cobertura sobre milícias, mas é preciso manter o ritmo porque elas estão em guerra e expandindo suas áreas de atuação. Obrigado pela mensagem e uma dica: não pense duas vezes, mas sim 20 vezes antes de ser jornalista...
    Abraço!

    ResponderExcluir