quinta-feira, 28 de maio de 2009

'Guerra santa' em São Gonçalo

Existem boatos de que evangélicos e adeptos de religiões afro-brasileiras não se bicam. Em São Gonçalo, estaria havendo uma briga entre as duas correntes. Segundo reportagem divulgada em jornal local, uma entidade que reúne simpatizantes da umbanda e do candomblé, um sindicato de trabalhadores do ramo petrolífero está oferecendo diversos cursos ligados ao segmento no município. Entretanto, esses cursos, que poderiam ter subsídios do Governo Federal, não estariam sendo divulgados em locais de prática de religião afro-brasileiras.

De acordo com a entidade umbandista, isso aconteceria porque o responsável pela divulgação dos cursos seria um pastor de uma igreja evangélica e que as aulas seriam na sede da mesma. O caso já foi parar no Ministério Público Estadual.

A mesma entidade acusa o mesmo pastor de ter se envolvido em um caso de intolerância religiosa em São Gonçalo no ano passado quando este foi acusado de retirar uma criança de um templo ligado a seitas afro-brasileiras, fato este negado pelo próprio pastor.

A notícia de desavença entre as religiões não é nova. Jornais do Rio já publicaram matérias informando que muitos traficantes evangélicos estariam proibindo a presença de terreiros umbandistas em favelas cariocas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário