quarta-feira, 20 de maio de 2009

Criminoso 'sessentão' pode ser um bom personagem

Por Marcelo Bastos

Por vários motivos a imprensa costuma deixar passar oportunidades de boas matérias, ou pelo menos de 'investir' para ver se alguns fatos rendem ou não boas reportagens. Um exemplo do que estou falando aconteceu ontem, quando Rafael Fernando Divério dos Passos, de 60 anos, foi preso em flagrante pelo roubo de um carro na Barra da Tijuca.

Com as informações que temos até aqui, o fato ocupa apenas o espaço de uma nota em jornal popular. Mas algumas coisas poderiam fazer dessa ocorrência (como diz a poliçada) algo além de uma nota. Não bastassem os 59 anos (para ser mais preciso, já que ele é de 27/06/49), o que é raro para os ladrões, o preso passou nada menos do que 30 anos na cadeia, segundo a P2 do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes).

Carioca ou Fernandinho da Sul
O Sr. Rafael Fernando, que atende pelos vulgos de Carioca e Fernandinho da Sul, teria sido preso durante um roubo a banco há três décadas. Sete meses atrás, no entanto, ele deixou a cadeia, onde passou metade da vida, botou um revólver calibre 38 na cintura e abordou uma motorista, na esquina entre as avenidas Lúcio Costa e Gláucio Gil. O idoso foi perseguido pela polícia e preso após bater num outro veículo.

O nome do criminoso aparece em processos no TJ e até numa lista de isenção de taxa para vestibular da URFJ, entre outras coisas que o google oferece. Pode até não ser nada, mas é no mínimo curioso. Afinal de contas, apurar pode valer a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário