quarta-feira, 20 de maio de 2009

Boca-de-fumo em área de milícia?

Uma denúncia vem rolando no site de relacionamentos Orkut de que uma comunidade no bairro Inhoaíba (Zona Oeste) e que seria dominada pela milícia Liga da Justiça teria uma boca-de-fumo onde as pessoas fumariam e cheirariam sem serem importunadas.

Há informações de que os milicianos que tomam contam do lugar seriam ex-traficantes de drogas e por isso teriam permitido a boca de fumo, sendo que 50% do lucro das vendas ficaria dividido entre o grupo paramilitar e traficantes.

No site, o denunciante mostra fotos da localização da suposta boca-de-fumo e do caminho que as pessoas fazem para chegar até ela. Cita até nomes de algumas pessoas envolvidas com o tráfico na área.

O mais esquisito ainda é que o mesmo denunciante pede que a milícia rival assuma a comunidade e expulse os traficantes de lá. O link para as fotos é http://www.orkut.com.br/Main#AlbumList.aspx?uid=10558551371792072218&rl=mo.

Há duas semanas, a Polícia Militar apreendeu cocaína e maconha na Favela do Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes. Detalhe: a comunidade também é controlada por uma milícia.

A conferir.

2 comentários:

  1. fica na frente do computador , criando noticias... vai pra rua investigar as denucias...jornalista de verdade vai pra rua , procurar noticias...investigar...não fica só na internet colocando um monte de porcarias escritas.

    ResponderExcluir
  2. Não sei se você, caro leitor, percebeu, mas eu sou repórter profissional e trabalho na rua pelo jornal O Dia, aqui mesmo do Rio. O espaço do blog eu uso para publicar notícias, informações de bastidores, fazer análises e também o que eu acho que tem alguma pertinência e que pode ser explorado pela imprensa de modo geral, além de observado pelas autoridades.
    Eu trabalho na redação, na rua e não só na internet, como você disse. O post acima não traz nenhuma mentira. Falo de um perfil do orkut que tem informações sobre uma possível área de tráfico dentro de uma comunidade dominada por milícia, o que chama a atenção. Não escrevi nada além do que vi.
    Dito isto, obrigado pelo comentário.
    Abraço!

    ResponderExcluir