segunda-feira, 13 de abril de 2009

Tráfico atacou militares na rua para roubar armas

Três supostos traficantes que atuam no Complexo de Favelas do Lins, mais precisamente do Morro do Amor, na Zona Norte do Rio, respondem processo na 2ª Seção da Justiça Militar do Rio de Janeiro, acusados de roubo de uma viatura e armas da Marinha. O fato ocorreu no dia 8 de maio de 2007. Na ocasião, um grupo de cinco homens armados com fuzis, metralhadoras e pistolas que estava em um Santana interceptou um Toyota Corolla pertencente à Diretoria de Saúde da Marinha, na esquina entre as ruas Lins de Vasconcelos e Vinte de Março.

Quatro dos marginais desceram do veículo e renderam os militares, que foram obrigados a entregar, além do Toyota, duas pistolas Taurus, uma submetralhadora, quatro carregadores de pistola com 60 projéteis e outros dois carregadores de submetralhadoras municiados com 60 projéteis, além de coletes à prova de balas. Os bandidos ainda roubaram os pertences dos militares, todos serviam ao hospital Marcílio Dias, no Lins.

Prejuízo de R$ 11,5 mil
Antes de fugir, os traficantes fizeram um disparo de arma de fogo. O Toyota da Marinha foi recuperado horas depois na Praça Barão de Drumond, em Vila Isabel. O prejuízo da Marinha foi de R$ 11.421, incluindo o roubo das armas e os reparos na viatura. Um dos suspeitos, A.S.M está preso. Um traficante conhecido como Trek também estaria envolvido no fato, mas se está foragido. Dentro do Toyota, estavam o então vice-almirante e o diretor de saúde da corporação.

Quem quiser saber detalhes sobre o fato é só acessar o link:
http://www.stm.gov.br/pesquisa/acordao/2008/180/01.
0345531/01.0345531.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário