segunda-feira, 27 de abril de 2009

Renatinho, o terror do Méier, tem contas a prestar com a Justiça

Um dos suspeitos de ter matado a enfermeira Leslie Lima na semana passada, em Maria de Graça, o bandido Renato Carlos de Oliveira, o Renatinho, tem pelo menos duas condenações nas costas. Ele foi condenado em 2008 a sete anos e seis meses de prisão por ter roubado um veículo na Rua Adriano, no bairro de Todos os Santos, próximo ao Méier, usando um revólver calibre 38 para ameaçar o motorista. No mesmo ano, foi condenado a mais cinco anos de cadeia, acusado de ter roubado a bolsa de uma mulher, em 2008, no Terminal Rodoviário do Méier, na Rua Padre André Moreira.

Renatinho foi preso por porte ilegal de arma em 21 de agosto de 2006, mas, mesmo com o processo em andamento, obteve alvará de soltura no dia 12/12/2007. Teria sido preso novamente em setembro de 2008, mas voltou para a rua.

Condenação em 2006
O fato que resultou na primeira condenação de Renatinho aconteceu no dia 23 de junho daquele ano. Segundo os autos do processo 2006.001.123311-4, o bandido agiu em companhia de um comparsa conhecido como 'Toco'. Após ameaçar o dono do veículo com um revólver, a dupla fugiu levando o Ford Escort, ano 2000, de cor cinza, placa LNF 0796, além de pertences do proprietário.

Renatinho foi reconhecido pela vítima primeiramente por fotos e, depois, pessoalmente na sede da 26ª DP (Todos os Santos). Em depoimento à Justiça, o ladrão afirmou que roubou o carro para levá-lo para um desmanche e lucrar com a venda das peças. Relatos de testemunhas à polícia indicaram que o mesmo Renatinho havia praticado diversos roubos em Água Santa e Engenho de Dentro.

Em 14 de fevereiro de 2008, de acordo com o processo 2008.001.127581-3, Renatinho teria roubado a bolsa de uma mulher, onde havia aparelho celular, cartões diversos, talonários de cheques, documentos e R$ 50 em espécie. Ele intimidou a vítima alegando estar portando uma arma.

Morte de enfermeira é de difícil elucidação
Há outro processo contra ele correndo na 32ª Vara Criminal por roubo (2009.001.070680-6) . Resta saber o motivo pelo qual, mesmo diante das condenações, esse bandido ainda está na ruas. E o pior: se for preso pela polícia pela morte de Leslie, em Maria da Graça, dificilmente será condenado. Isso porque será muito difícil provar seu envolvimento no caso. O ex-marido da enfermeira se diz incapaz de fazer qualquer reconhecimento e as armas usadas no crime não vão aparecer tão cedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário