sexta-feira, 3 de abril de 2009

Presença da PM na Ladeira dos Tabajaras faz bandidos se esconderem na mata


Por Marcelo Bastos

As ocorrências policiais dos últimos dois dias na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, confirmaram a versão da polícia de que a ocupação dos últimos dias obrigou os traficantes a buscarem refúgio na mata. Na quarta-feira, quatro traficantes foram mortos, dois ficaram feridos e houve uma apreensão de armas bem razoável, totalizando 13 pistolas, um fuzil G3, duas granadas e mais de 1.200 munições para diversos calibres. O tiroteio e apreensão se deu na mata que dá acesso para o bairro de Botafogo. Ontem, um artefato luminoso (foto acima) semelhante a um míssil, medindo 80 cm, foi encontrado na mata. Adiante, os PMs verificaram ainda pares de chinelos e peças de roupa, entre elas um casaco, sinal de que os criminosos teriam passado a noite por lá, já que durante o dia não se faz necessário o uso de roupas de frio.

Polícia vai pedir a prisão de mais de 20 traficantes
De acordo com as investigações da 10ª DP (Botafogo), mais de 20 bandidos já foram identificados e devem ter as prisões pedidas à Justiça a partir da próxima semana. Todos são ligados à facção Comando Vermelho e a maioria participou da resistência à tentativa de invasão por criminosos da Rocinha há 13 dias. O principal deles é o traficante Francisco Rafael Dias da Silva, conhecido como Mexicano (foto abaixo), que, pelo ato de bravura, teria recebido da cúpula do CV o controle total das bocas-de-fumo da Ladeira dos Tabajaras, que só vai funcionar a todo vapor quando a polícia deixar os principais acessos. A recompensa por informações que levem ao traficante é de R$ 1.000,00 pelo disque-denúncia (2253-1177).


Mortos seriam do Dona Marta
Os quatro mortos de quarta-feira foram identificados como Claudio Nunes Vilela, de 17 anos; WilliamTeles Santana, de 19, que tem anotação criminal por porte ilegal de armas;Leonardo dos Santos Cesário, de 20, com passagem por dano ao patrimônio público; e Sérgio da Costa Gomes, de 24. Eles seriam oriundos do Morro DonaMarta e teriam migrado junto com Mexicano para a Tabajaras há quatro meses, quando a PM instalou uma unidade de policiamento comunitário no local. Um dos feridos no confronto, identificado como Léo do Dona Marta, teve de ser carregado por um policial militar, já que havia levado um tiro de fuzil na perna, conforme foto abaixo.

Um comentário:

  1. CABO DE LIMA do 14 BPM, EU TE AMOOOOOOOOOO MUITOOOOOOOOO...Sua loirinha....

    ResponderExcluir