terça-feira, 28 de abril de 2009

Entreposto de drogas para facções do Rio, Guaíra (PR) poderá ser vigiada pelo Exército

Nos últimos meses surgiram várias informações de que a cidade de Guaíra (PR) teria virado o principal entreposto para a entrada de armas e drogas no Brasil, que abastecem as facções criminosas do Rio de Janeiro e São Paulo. Diante disso, o Ministério Público Federal anunciou que pretende pedir o envio de tropas do Exército para vigiar a fronteira do município com o Paraguai. A Procuradoria da Republica defende que a atuação do Exército seja permanente no local para garantir os interesses relativos à segurança nacional.

Em recente relatório, o Departamento de Estado Americano (Dea) revelou que as facções Primeiro Comando da Capital (PCC), Comando Vermelho (CV), entre outras, agiriram livremente na cidade. Guaíra fica em posição estratégica para o tráfico já que é banhada pelo Lago Itaipu e fica próxima aos municípios paraguaios de Salto de Guairá e Ciudad del Este.

Presos da Região Sudeste
Um dos indícios da influência de criminosos paulistas e fluminenses em Guaíra seria a população carcerária. Segundo o que foi publicado no jornal Umuarama Ilustrado, 90% dos presos têm origens do Rio, São Paulo e até Minas Gerais. "As facções financiam mulas (transportadores de droga) na cidade", disse um delegado da Polícia Civil de Guaíra.

No ano passado, um traficante da Rocinha foi morto em uma chacina que vitimou 15 pessoas em Guaíra devido a um acerto de contas entre os 'narcos'. O bandido conhecido como Febroner levava haxixe, maconha e armas para a comunidade da Zona Sul do Rio.

Em dezembro, a Polícia Federal (PF) apreendeu em Guaíra um caminhão com aproximadamente 740 kg de maconha, que seria distribuída em Santa Catarina e São Paulo. A partir desta apreensão, a PF deflagrou em março a Operação Pedra de Fogo que resultou na prisão de 13 pessoas em munícípios paranaenses e em São Paulo, além da interceptação de mais 3,4 toneladas de maconha, 7,2 quilos de pasta base de cocaína e diversas armas, entre espingardas, carabinas, revólveres e munições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário