segunda-feira, 23 de março de 2009

De olho nos lucros do Tabajaras, tráfico da Rocinha invade a favela rival, mas fica no prejuízo

Por Marcelo Bastos

Praticamente um ano após a guerra pelo controle das bocas-de-fumo dos morros do Chapéu-Mangueira e Babilônia, no Leme, ano passado, a Zona Sul do Rio voltou a ser palco de intensos tiroteios entre traficantes rivais e também entre bandidos e policiais. Desta vez, o alvo da disputa foi a Ladeira dos Tabajaras. Até o momento, 15 pessoas foram presas, entre elas um menor de 16 anos, e, dessas, duas ficaram feridas. O número de mortos já chega a seis, segundo a PM e houve um grande apreensão de armas: sete pistolas, três espingardas, uma carabina ponto 30, um fuzil e nove granadas, além de munição para diversos calibres. Todos os presos e mortos seriam da favela da Rocinha, em São Conrado (foto).


Bandidos da Rocinha (ADA) invadram a Ladeira dos Tabajaras (CV) ainda no fim de semana. Com a ocupação do Dona Marta, em Botafogo, pela PM, muitos bandidos do Comando Vermelho que viviam por lá buscaram refúgio em Copacabana, para onde foram armas, drogas e boa parte dos lucros com a venda de entorpecentes, que passou a ter outra referência na Zona Sul da cidade. O tráfico da Rocinha percebeu o aumento do lucro pelos rivais e elaborou um plano para tomar o controle das bocas-de-fumo. A polícia acredita que pelo menos 30 criminosos participaram da tentativa de invasão a um custo de R$ 100 mil para a facção Amigos dos Amigos. Policiais de vários batalhões da PM fazem buscas na mata que cerca o Tabajaras, pois acreditam que outros 10 traficantes ainda estejam escondidos tentando retornar a São Conrado.


Um dos momentos mais tensos do trabalho da PM aconteceu no fim da noite, quando um grupo de bandidos tentava sair da favela dentro de uma van. Houve um intenso tiroteio e cinco bandidos foram mortos dentro do veículo. Pela manhã, um traficante invadiu uma construção, furtou roupas de um pedreiro e tentou se passar por trabalhador, mas acabou preso. Imóveis que ficam nos bairros do Humaitá e Jardim Botânico, a aproximadamente um quilômetro da favela, foram atingidos por tiros de fuzil.


Em 2008, CV perdeu território
Ao que tudo indica, o Comando Vermelho conseguiu manter o controle dos Tabajaras e a Rocinha ficou com o maior prejuízo. Ano passado, o CV acabou perdendo as duas favelas do Leme para um grupo de bandidos de diversas facções que acabaram vestindo a camisa do grupo Terceiro Comando Puro (TCP) sob a liderança de José Ricardo Ribeiro Rosa, o Cagado, que ainda controla o local, há meses sem registro de confrontos. As favelas da Zona Sul estão entre as mais lucrativas da cidade, exatamente pela localização em bairros nobres, onde está o dinheiro e boa parde do consumo de drogas.

12 comentários:

  1. Por que a PM não entra constantemente nas favelas com a mesma disposição que entrou dessa vez nos Tabajaras? Será que não tem condições ou não tem interesse em acabar com o tráfico? Será que polícia é parcialmente controlada por corruptos que levam uma boa grana do tráfico para deixar o comércio rolar, manchando as corporações? Não tem jeito: enquanto houver rota de entrada de fuzis e cocaína e enquanto políticos e policiais lucrarem indiretamente com o tráfico, continuaremos reféns da guerra urbana.

    ResponderExcluir
  2. Falou e disse, companheiro. Agiram assim porque o batalha aconteceu na Zona Sul da cidade, onde um tiro toma enormes proporções. Operações que deixam a população em pânico acontecem aos montes em favelas de regiões como as Zonas Norte e Oeste da cidade.
    No conjunto Cesarinho, milicianos e traficantes travam uma guerra que matou até inocentes e a cobertura foi do tamanho da ação da polícia na região, quase nenhuma.
    Quanto à entrada de armas de drogas no país, você está muito certo, porque desse jeito a PM ou a polícia civil estarão sempre enxugando gelo.

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente eu odeio drogas e gostaria que o tráfico acabasse de uma vez (embora eu ache impossível porque enquanto houver gente querendo consumir vai haver alguém pra oferecer). Mas o que me preocupa nisso tudo é que, cada vez que o movimento do tráfico cai,eles vêm para o asfalto pra assaltar a gente. É o que está acontecendo agora. Está demais.
    Que medo de sair de casa, meu Deus! Que Ele nos proteja porque é pouca polícia pra tanto bandido!

    ResponderExcluir
  4. Quanto a isso, não tenha dúvidas. Quando os traficantes ficam no prejuízo, eles precisam se capitalizar de alguma forma e a mais fácil e cometer crimes no asfalto. E a polícia infelizmente se limita a enxugar gelo.

    ResponderExcluir
  5. porra nois fomos envadir o taba
    a zona sul nao e deles a zona sul eh da gente
    rocinha e nois
    prezuizo tomado logo agente recupera

    ResponderExcluir
  6. èe agentee msmoo Brevementeee agentee voltaa pra laa . Mass soo não fikamoos noo morroo foii por causaa dos Policiass .Isso foii uma simples demostraçãoo dokee a rocinhaa é capaizzz . E agentee A.D.A

    ResponderExcluir
  7. rapaz ñ min emvolvo e trafico ñ ta ligado mas o trafico num acaba ñ mer mão vai hum e vem outros melhores ou piorees qui esses traficantes qui fes historia a rapaz ...

    ResponderExcluir
  8. tem q acbar com essas facçao

    ResponderExcluir
  9. vai tomar no cu seus adelaides vão morrer se brotar na c.d.d c.v rl

    ResponderExcluir
  10. Aaataa oq falta é so policia nesse BRASIL Pq Alii são treinados Esses vagabas do Cv num sabe Nem atirar aff

    ResponderExcluir
  11. bando de recalcado aee brotando de bandido são badeidis.. bandido num perde tempo pra ser rastreado na net não neguin kkkk seus corró

    ResponderExcluir