domingo, 15 de março de 2009

Isso sim é portabilidade!

Por Marcelo Bastos

Notícia que saiu em alguns jornais deste domingo sem qualquer destaque , mas que merece, e muito, a nossa atenção. Durante uma varredura na penitenciária Vicente Piragibe, no Complexo de Bangu, agentes penitenciários apreenderam simplesmente 1.500 aparelhos celulares. Isso mesmo, não houve erro de digitação, não. Foram mil e quinhentos telefones, além de 20 computadores portáteis (vinte laptops).

Os números são ainda mais assustadores quando se observa a quantidade de internos na unidade. São aproximadamente 1.600 presos. Ou seja, do total de apenados, apenas 100 (menos de 10%) não tinham aparelhos de celular dentro da cadeia. O número de celulares é maior do que a capacidade de presos na unidade, que é de 1.178, de acordo com o próprio site da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

O mais grave, no entanto, não é a presença dos aparelhos, mas sim a conivência de funcionários que esta apreensão representa. Não é possível que nenhum agente penitenciário, e principalmente o diretor da unidade, não perceba o uso destes aparelhos na sua rotina de trabalho e que não haja fiscalização. As autoridades certamente vão dizer que há conivência sim, e que uma sindicância já foi instaurada para apurar o caso. Vão dizer ainda que os visitantes são muito criativos e que escondem os aparelhos em lugares pouco convencionais. Os celulares, eles podem até esconder, mas onde vão enfiar 20 laptops? Isso sim é que é portabilidade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário